Suor Noturno: quando o suor noturno é preocupante?

Suor Noturno

O suor noturno está associado a ambientes muito quentes, pijamas de tecido encorpado e roupa de cama pesada. Mas também pode ser resultado de efeitos colaterais de medicação, quadro de ansiedade, distúrbios do sono, derrame e indicar tuberculose. Se acontecer junto com outros sintomas, como febre, diarréia, ciclo menstrual irregular, um médico clínico geral deve ser consultado. 

Para esclarecer possíveis causas e sinalizar quando você deve se preocupar com o suor excessivo noturno, preparamos este conteúdo. O corpo médico do Hospital Azambuja foi consultado para a realização deste artigo. Confira agora!

Suar muito a noite: o que pode ser? 

Antes de mais nada, suar muito a noite pode significar apenas que lá fora ficou mais quente durante a noite e que a temperatura do seu quarto aumentou. Também pode querer dizer que você exagerou nas cobertas e acabou soando. Mas, se estiver acontecendo com frequência a ponto de interromper seu sono e mexer com a sua saúde e bem-estar, veja possíveis causas.

Variações hormonais e infecções

Além de alguns desequilíbrios hormonais, alterações na tireóide e quadros de menopausa, o suor noturno pode sinalizar a aparição aguda ou evolução crônica de uma infecção no corpo, como os exemplos abaixo:

HIV

Pneumonia

Linfomas

Endocardite

Tuberculose

Gripe

Histoplasmose

Hiperidrose

Hiperidrose é quando uma pessoa apresenta suor excessivo mesmo estando em repouso, podendo ser proveniente das mãos, pés, axilas, rosto, abaixo das mamas, nas virilhas e couro cabeludo.  A hiperidrose é provocada pela hiperatividade das glândulas sudoríparas responsáveis pela produção do suor que atua na termorregulação do nosso corpo

Essa condição médica pode ser localizada ou generalizada, afetando várias regiões do corpo ao mesmo tempo.  

Hiperidrose primária focal: Costuma aparecer já na infância e também ter outros casos na família. É quando ocorre de maneira mais pontual e concentrada, sem uma condição ou causa aparente. Muitos pacientes acabam não procurando uma consulta ao médico nesses casos.

Hiperidrose secundária generalizada: Pode aparecer na adolescência e vida adulta, geralmente com a presença de mais sintomas e sendo causada por uma outra doença. Acontece com muita frequência, mesmo com baixas temperaturas e é visto como motivo de sofrimento e constrangimento por algumas pessoas.

Alimentação inadequada

Consumo excessivo de alimentos muito quentes, álcool e outros termogênicos como gengibre, cafeína e pimenta podem provocar quadros de suor noturno.  Os alimentos termogênicos são aqueles que estimulam o cérebro na área que regula a temperatura do corpo e acelera o metabolismo, fazendo os pacientes suarem muito à noite.

Quando o suor noturno é preocupante?

Embora alguns casos não precisem de um acompanhamento médico tão presente e rotineiro, outros casos devem ser analisados pessoalmente por um médico. Procure um clínico geral se o suor noturno estiver acontecendo com muita frequência e junto com:

Tosse

Diarreia

Perda repentina de peso, sem justificativa

Febre e calafrios

Dificuldade para respirar durante a noite

Veja qual é o tratamento para suor excessivo

Existem várias possibilidades de tratamento para quem sofre com suor excessivo noturno. Se você tem essa condição, procure um médico para saber qual é o mais recomendado. Abaixo deixamos alguns exemplos.

  • Antitranspirante: É recomendado utilizar à noite para quem possui um quadro inicial e pode ser combinado com roupas mais leves e um quarto arejado.

  • Mudança na alimentação: Priorize refeições mais leves e saudáveis ao invés de consumir alguns dos alimentos citados acima. Evite também fumar antes de dormir.

  • Antibióticos, antifúngicos ou anti-retrovirais. Para casos mais graves e diagnosticados por profissionais médicos, alguns remédios podem ser receitados para uso contínuo como forma de controlar as doenças que podem causar suor excessivo noturno.

  • Cirurgia: Em casos de hipertireoidismo, doença que, entre outros sintomas, aumenta a produção de suor, um dos tratamentos pode ser também a cirurgia.
Suor Noturno

Ficou com alguma dúvida? Nosso time de especialistas em saúde está disponível aqui e em todos os canais do Hospital Azambuja. Fale conosco, estamos aqui para cuidar de você.

Compartilhar